Catarinense completa feito histórico com esporte radical na ponte Hercílio Luz

Catarinense completa feito histórico com esporte radical na ponte Hercílio Luz

O monumento que mais representa Santa Catarina voltou à ativa há poucos dias e não saiu mais dos noticiários nacionais. Seja pelos mais de 400 mil visitantes em menos de uma semana, pelos quase 30 anos inativa ou por sua história que envolve dezenas de empresas de engenharia, política e muitos milhões de reais, agora a ponte Hercílio Luz entra em cena por mais um feito histórico: é a primeira vez que a modalidade esportiva de highline é feita em uma ponte pênsil no mundo.
O marco inédito foi concretizado neste domingo (5), em Florianópolis, – com uma passagem pela manhã e outra no período da tarde -, pela equipe de esportes radicais, Natural Extremo. O catarinense, recordista nacional e internacional, Rafael Bridi, estreou nas fitas a 340 metros de distância entre uma torre e outra, a 75 metros da água, e 40 metros da pista de rolagem, seguido pelo restante de sua equipe e convidados.

Manezinho

como carinhosamente é chamado quem nasce na Capital de Santa Catarina, sempre sonhou em atravessar a ponte, mas não de uma maneira comum, mas por meio do esporte que move a sua vida, o highline. Com experiências entre prédios em Balneário Camboriú (SC), highlines na China, Polônia, Buenos Aires, Califórnia, Alpes Franceses e na Serra Catarinense, estar na ponte Hercílio Luz é conquistar um desafio pessoal proposto por Bridi, que ama a cidade e cresceu com o mesmo sonho de muitos moradores, que era pode tocar e estar na ponte pênsil mais famosa do país um dia.
“É especial essa conexão com a minha terra. Depois que comecei a praticar o highline, um dos primeiros lugares que sonhei em fazer era a ponte Hercílio Luz, onde para mim, aquele formato com as duas torres e o balanço da estrutura de metal era o desenho perfeito. É uma obra da engenharia que teve um propósito mas não o cumpre há muito tempo, então abrí-la para a população poder viver, e nesse momento, trazer o que tem de melhor numa estrutura urbana fazendo com que ela seja um local de inspiração para muitas gerações é incrível”, coloca o atleta.
Catarinense completa feito histórico com esporte radical na ponte Hercílio LuzBridi explica que o projeto envolve muito respeito, técnica e estudo, que se tivesse acontecido em outro período, talvez ele não estaria tão pronto como agora. “Eu tinha que viver isso com esse grupo coeso que é o Natural Extremo, com pessoas que amo ao meu lado e que me inspiram a dar o meu melhor”, diz.
O objetivo com o feito de atravessar uma ponte pênsil datada de 1926 é, além de trazer esse ineditismo para Florianópolis e região, é que outras montagens em estruturas semelhantes ao redor do mundo possam ser feitas.

Publicado em 07 01 2020- Falando de Turismo (Fotos: Natural Extremo)

 

Leia Também

Camarote Swing & Balada 2020

Hospedagem em São Francisco do sul!

Saiba mais

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *