Museu Histórico de Santa Catarina completa 40 anos

Museu Histórico de Santa Catarina 40 Anos

40 ANOS museu SC Divulgação Portal Falando de Turismo

Criado pela Lei Estadual nº 5.476, de 4 de outubro de 1978, o Museu Histórico de Santa Catarina(MHSC) teve sua abertura na Casa da Alfândega, em Florianópolis, realizada em 2 de março de 1979, conforme termo de abertura assinado pelo Secretario da Educação Cultura Professor Márcio Cesar Moraes.  

A mudança efetiva da Alfândega para o Palácio Cruz e Sousa ocorreu antes mesmo que a lei que transferia o MHSC para a nova casa fosse sancionada: “No dia 5 de dezembro de 1986 ocorreu a solenidade em que o governador Esperidião Amin sancionou a lei que transferia definitivamente o MHSC e o IHGSC para o Palácio Cruz e Sousa”. (BRUHNS, 2010, p 143.), Na Lei n. 6.900, de 5 de dezembro de 1986, o Palácio passa aos cuidados do MHSC. (SOUSA, 2004, p 74.).

A História

Em meados do século XVIII, época em que foi criada a Capitania da Ilha de Santa Catarina e nomeado seu primeiro governador, o brigadeiro José da Silva Paes, foi também construído junto à praça da Vila de Desterro um prédio de três secões e dois pavimentos para ser a nova “Casa de Governo”.

Durante mais de um século, o Palácio passou por diversas modificações, até que na mudança republicana uma grande reforma (1894–1898) foi realizada, adquirindo as características arquitetônicas preservadas até o presente.

Dez estátuas alegóricas esculpidas pelo artista italiano Gabriel Silva ornamentam a parte externa do prédio, coroando as platibandas. Entre elas, a padroeira do estado, Santa Catarina; a ninfa evocativa dos mares, Anfitrite; e o deus mitológico Mercúrio, compondo com duas barricas, alegoria alusiva ao comércio e à indústria catarinenses, respectivamente, sendo o último localizado no alto da fachada lateral, à direita. Os ladrilhos da calçada à frente do palácio foram importados e assentados no ano de 1910.

Posteriormente, nas obras de manutenção, foram realizados inúmeros acréscimos e modificações internas, além de repinturas que se acumularam em várias camadas com o passar dos anos. Em 1977 deu-se início a um grande trabalho de restauração do edifício, que passou a denominar-se, em 1979, Palácio Cruz e Sousa, em homenagem ao grande poeta catarinense.

A partir de 2005 foram retomados os trabalhos de restauração das pinturas decorativas das paredes internas e dos forros de estuque, tratamento emergencial necessário, que vem sendo realizado por uma equipe de profissionais qualificados, dentro de rigorosos critérios técnicos. Quem visita o Museu pode acompanhar as etapas da restauração.

 

Sobre o Acervo do Museu

O Museu Histórico de Santa Catarina possui cinco categorias de acervos sob sua responsabilidade:

Acervo Arquitetônico

O Palácio Cruz e Sousa, tombado em 1984 como patrimônio histórico do Estado, é um importante exemplar da arquitetura eclética do final do século XIX, caracterizado por uma conciliação de estilos, como o barroco e o neoclássico.

Acervo Arqueológico;

Proveniente de escavação realizada entre 2002 e 2003 nos jardins do Palácio Cruz e Sousa, conforme seu inventário ele é composto por 68.517 peças, fragmentos de porcelanas, grés, ossos, entre outros, classificados como artefatos domésticos, de uso cotidiano dos séculos XVIII, XIX e XX, destacando-se talheres, louças, garrafas, escovas, etc.

Acervo Arquivístico

São documentos relacionados com a história do Museu desde o seu planejamento, na década de 1970, aos dias atuais, fundamentais para a memória institucional.

Acervo Bibliográfico

A Biblioteca Setorial do Museu Histórico de Santa Catarina é especializada em conteúdos das áreas de História de Santa Catarina, História de Florianópolis, Museologia e outras afins; bem como obras que têm valor de posse e de identidade com o Museu. O acervo possui mais de 380 exemplares, incluindo livros, periódicos, CDs e DVDs.

Acervo Museológico


Constituído por peças do século XIX e XX, tais como mobiliários, pinturas, esculturas, documentos impressos, medalhas, fotografias, armamentos, etc. 

A Biblioteca está aberta para a pesquisa local com horário agendado, o qual pode ser feito através do formulário de atendimento (disponível abaixo), que deverá ser enviado para o e-mail: bibliotecamhsc@fcc.sc.gov.br  ou entregue diretamente na Administração do Museu. 

Horário de atendimento: quarta e sexta-feira, das 13h às 17h.

Para consultar o acervo, basta clicar aqui para baixar a listagem de exemplares.
Formulário para agendamento de pesquisa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *