Florianópolis comemora redução de acidentes fatais após a implantação do projeto Via Amiga

Via Amiga completa um ano com diminuição do número de vítimas fatais

Após a criação da Via amiga no dia 07 de maio de 2017 e da diminuição dos acidentes fatais, sem dúvida o número de frequentadores ira aumentarApós a criação da Via Amiga no dia 07 de maio de 2017 e da diminuição dos acidentes fatais, sem dúvida o número de frequentadores ira aumentar, com o resultado positivo, esta prática deverá ser adotada em outros espaços públicos, é o que espera a população.

Florianópolis é cercada por praias, a prática esportiva é um convite para manter a saúde e a qualidade de vida.

Muito embora a atividade eleve o nome da cidade lá fora, era motivo de manchetes negativas no Estado e acidentes com vítimas fatais eram frequentes. Notícias recorrentes falavam: “Carro bate em bicicleta e ciclista morre na SC-401” e “Ciclista morre atropelado na SC-401, em Florianópolis”. Certamente, tal destaque negativo produzia insegurança para as pessoas que buscavam hábitos mais saudáveis.

Todavia, essas manchetes, até então comuns, deixaram de ser consideradas normais após a criação da Via Amiga do Ciclista.

Hábitos Saudáveis

Com a criação desse espaço exclusivo, a Prefeitura proporcionou mais lazer com segurança para a população. “A cultura de práticas esportivas já está inserida em nossa cidade e é o que nós estamos potencializando: a oportunidade de espaços exclusivos e inclusivos, em todas as regiões da cidade, para que a população possa adotar hábitos saudáveis”, ressalta o Prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro.

Após a destinação de um trecho exclusivo, o número de ciclistas aumentou e o número de acidentes diminuiu drasticamente.

Em um único domingo, foi contabilizado mais de mil ciclistas, segundo a organização. De acordo com dados levantados pela Polícia Rodoviária Estadual, neste ano, apenas dois acidentes ocorreram, sem vítimas fatais.  Ou seja, houve um mudança muito importante comparada aos anos anteriores.

“O cidadão de Florianópolis já gostava de práticas esportivas, mas o noticiário apontava um ponto importante: a falta de espaços para a prática de atividades com segurança. Após a destinação desse trecho exclusivo na Beira-Mar Norte, o número de atletas aumentou e o número de ocorrências diminuiu.Nosso trabalho agora é ampliar os espaços que os atletas vão ocupar” afirma o Secretário Municipal de Cultura, Esporte e Juventude, Márcio Luiz Alves.

Leia Também:

Balneário Camboriú recebe licença para alargamento da faixa de areia

As obras de recuperação ambiental da Beira-Mar Norte, em Florianópolis, seguem no prazo previsto.

Obras do trapiche do João Paulo entram em nova fase

 

 

 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.